Graduação - Arquitetura e Urbanismo - .::FIB BAURU::.

Arquitetura e Urbanismo





Diferenciais do curso

- Aulas 100% presenciais
- 3600 horas exclusivamente em disciplinas, 180 horas de atividades de estágios direcionados às obras e projetos e 90 horas de atividades complementares, perfazendo carga horária de 3870 horas.
- Professores titulados, com experiência acadêmica e de mercado de trabalho.
- Atividades auto-avaliativas docentes e discentes para constante aprimoramento do curso
- Acompanhamento e atendimento personalizado nos ateliês de projeto
- Disponibilização integral dos laboratórios, com modernas instalações.
- Softwares específicos para representação gráfica de projetos.
- Ferramenta Tecnológica de Aprendizagem (FIBONLINE)
- Enriquecimento curricular com as atividades de vivência de prática de escritório (Escritório Modelo) e práticas construtivas (Canteiro Experimental).
- Organização de atividades extra-aula(viagens de estudo, visitas técnicas e concurso interdisciplinar de projetos entre estudantes).
- Participação em eventose cursos de extensão
- Incentivoaos projetos  de extensão com prestação de serviços à comunidade
- Incentivo aos projetos de iniciação científica
- Parcerias com conselho de classe eassociações profissionais,órgãos públicos e empresas privadas.

INFORMAÇÕES SOBRE A PROFISSÃO

O arquiteto e urbanista pode atuar no ordenamento do espaçoscomo profissional liberal ou vincular-se às instituições, empresas públicas ou privadas, governamentais ou não governamentais. Depois de formado, o arquiteto irá promover a melhoria na qualidade de vida das pessoas atendendo suas demandas por habitação, além de poder atuar nos assentamentos humanos em áreas rurais. Nas cidades, os arquitetos são capazes de atuar positivamente na preservação do patrimônio arquitetônico, melhorar a infraestrutura urbana, os sistemas de abastecimento de água e de geração de energia, a mobilidade urbana e contribuir com a gestão dos impactos gerados da exploração dos recursos naturais e da geração de resíduos.

De acordo com o último censo realizado pelo Conselho dos Arquitetos e Urbanistas do Brasil (CAU), divulgado em 2012 a maioria dos arquitetos brasileiros ganham até 8 salários míninos/mês, sendo que salários maiores podem ser obtidos quando os arquitetos possuem sua própria empresa ou escritório de arquitetura.

ATIVIDADES DO CURSO

Aulas teóricas, práticas de ateliê, experimentação laboratorial, viagens de estudo, visitas técnicas, concurso de projetos, escritório modelo, canteiro experimental, iniciação científica, eventos, cursos e projetosde extensão.

COORDENAÇÃO

Prof. Dra.Paula Valéria Coiado Chamma
arquitetura.urbanismo@fibbauru.br

GRADE CURRICULAR

1º Semestre

Projeto I: Linguagem arquitetônica-72 horas
Ateliê I: Poética das Formas -72 horas
Expressão e Representação Gráfica -72 horas
Desenho Técnico -72 horas
Estética e História da Arte -72 horas
Programa de Estudos de Integração I -72 horas

2º Semestre

Projeto II: Tipologias arquitetônicas -72 horas
Ateliê II: Poética da Percepção -72 horas
Representação Gráfica Digital -36 horas
Teoria e História da Arquitetura e do Paisagismo -72 horas
Técnicas de Comunicação e Expressão -36 horas
Arquitetura de Interiores Residenciais-72 horas
Programa de Estudos de Integração II -72 horas

3º Semestre

Projeto III: Identidade e Lugar -72 horas
Ateliê III: Poética do Lugar -72 horas
Modelos e Maquetes -72 horas
Teoria do Urbanismo e História da Cidade -72 horas
Arquitetura de Interiores Comerciais e de Serviços -72 horas
Programa de Integração Social I -72 horas

4º Semestre

Projeto IV: Infraestrutura urbana -72 horas
Ateliê IV: Poética Urbana -72 horas
Métodos e Técnicas da Pesquisa - 36 horas
Sistemas de Informação Geográfica -36 horas
Imagens Urbanas -72 horas
Tecnologia da Construção -72 horas
Programa de Integração Social II -72 horas

5º Semestre

Projeto V: Composição da Paisagem -72 horas
Ateliê V: Poética da Paisagem -72 horas
Topografia -72 horas
Concepção e Análise Estrutural -72 horas
Realidade Socioeconômica e Ambiental - 36 horas
Estágio I: Orientação -36 horas
Programa de Integração Social III -72 horas
Estágio I: Campo - 90 horas

6º Semestre

Projeto VI: Requalificação -72 horas
Ateliê VI: Poética da Memória -72 horas
Patrimônio Arquitetônico, Urbanístico e Paisagístico -72 horas
Conforto Térmico- 72 horas
Mobilidade Urbana- 36 horas
Estágio II: Orientação -36 horas
Programa de Integração Social IV -72 horas
Estágio II: Campo -90 horas

7º Semestre

Projeto VII: Uso social do espaço -72 horas
Ateliê VII: Poética do Construído -72 horas
Estruturas de Concreto -36 horas
Avaliação do Ambiente Construído -36 horas
Conforto Luminotécnico e Acústico -72 horas
Planejamento Urbano e Regional -72 horas
Projeto de Extensão I -72 horas

8º Semestre

Projeto VIII: Complexidades -72 horas
Ateliê VIII: Arquitetura dialógica -72 horas
Estruturas Metálicas -36 horas
Estruturas de Madeira -36 horas
Instalações Elétricas e Especiais -72 horas
Instalações Hidráulicas -72 horas
Projeto de Extensão II -72 horas

9º Semestre

Trabalho Final de Graduação I -72 horas
Gestão de Obras -72 horas
Seminários Temáticos I -72 horas
Segurança nas Edificações -36 horas
Metodologia em Arquitetura e Urbanismo -72 horas
Optativa I -36 horas
Projeto de Apoio à Pesquisa I -72 horas

10º Semestre

Trabalho Final de Graduação II -72 horas
Gestão de Escritório de Arquitetura-72 horas
Seminários Temáticos II -72 horas
Legislação e Ética Profissional-72 horas
Liderança e Empreendedorismo-36 horas
Optativa II -36 horas
Projeto de Apoio à Pesquisa II -72 horas

Resumo das Atividades e da Carga Horária Máxima

Disciplinas: 3600 horas
Atividades complementares: 90 horas
Estágio campo: 180 horas
TOTAL: 3870 horas

Disciplinas Optativas I e II

Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS-36 horas
Tópicos Especiais I -36 horas
Tópicos Especiais II -36 horas

 

Vestibular 2018

Inscreva-se agora

FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa do Ministério da Educação (MEC) destinado à concessão de financiamento a estudantes regularmente matriculados em cursos superiores presenciais não gratuitos e com avaliação positiva nos processos conduzidos pelo MEC.


Podem solicitar o financiamento os estudantes de cursos presenciais de graduação não gratuitos com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), oferecidos por instituições de ensino superior participantes do Programa, e que atendam as demais exigência estabelecidas nas normas do FIES para essa finalidade.


É vedada a inscrição no FIES a estudante:

– que já tenham concluído um ensino superior;
– cuja matrícula acadêmica esteja em situação de trancamento geral de disciplinas no momento da inscrição;
– que já tenha sido beneficiado com financiamento do FIES;
– inadimplente com o Programa de Crédito Educativo (PCE/CREDUC);
– cujo percentual de comprometimento da renda familiar mensal bruta per capita seja inferior a 20% (vinte por cento);
– cuja renda familiar mensal bruta seja superior a 2,5 salários mínimos.

Os estudantes que concluíram o ensino médio a partir do ano letivo de 2010 e queiram solicitar o FIES, deverão ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) de 2010 ou ano posterior, de forma que tenha obtido avaliação superior a 450 pontos e não ter zerado a redação.


Estarão isentos da exigência do ENEM os professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes do quadro de pessoal permanente de instituição pública, regularmente matriculados em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia. Para tanto, será exigido, mediante apresentação à CPSA, o original de declaração ou documento equivalente, expedido, conforme o caso, pela Secretaria de Educação do Estado, do Distrito Federal, do Município ou por escola federal, comprovando a condição de professor do quadro de pessoal permanente da rede pública de ensino da educação básica, em efetivo exercício do magistério.


Os estudantes que por ocasião da inscrição ao FIES informarem data de conclusão do ensino médio anterior ao ano de 2010, deverão comprovar essa condição perante à CPSA, apresentando diploma, certificado ou documento equivalente de conclusão do ensino médio expedido pela instituição de ensino competente.
A taxa efetiva de juros do FIES é de 6,4% ao ano para todos os cursos.

Para mais informações, acesse o site do programa: http://sisfiesportal.mec.gov.br/index.html

ProUni

O ProUni é um programa do Ministério da Educação que concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica. Podem participar:


– Estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola;
– Estudantes com deficiência;
– Professores da rede pública de ensino do quadro permanente que concorrerem a cursos de licenciatura, nesse caso não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda bruta familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Já para as bolsas parciais (50%), a renda bruta familiar deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Para mais informações, acesse o site do programa: prouniportal.mec.gov.br

Bolsa Universidade

O Programa Escola da Família foi criado no dia 23 de agosto de 2003 pela Secretaria de Estado da Educação. Ele proporciona a abertura de escolas da Rede Estadual de Ensino, aos finais de semana, com o objetivo de criar uma cultura de paz, despertar potencialidades e ampliar os horizontes culturais de seus participantes.Milhares de universitários, de todo o Estado de São Paulo, dedicam hoje, seus finais de semana ao Programa Escola da Família e, em contrapartida, têm seus estudos custeados por um dos maiores programas de concessão de bolsas de estudo do País, realizado em convênio com instituições particulares de Ensino Superior – o Programa Bolsa Universidade.


Esses convênios garantem aos universitários 100% de gratuidade nos seus cursos, sendo 50% da mensalidade paga pelo Estado (limitada a um teto de R$ 310,00/mês, renovável semestralmente) e o restante financiado pela própria faculdade. Os universitários contemplados com a bolsa (através de processo seletivo realizado pela Diretoria de Ensino) contribuem com seu empenho e dedicação para o crescimento da comunidade local e, quando formados, acrescentarão ao currículo uma preciosa experiência, enriquecida por valores como a responsabilidade social e a participação comunitária.


É responsabilidade do aluno o pagamento das mensalidades para a faculdade até a efetivação da bolsa pela Diretoria de Ensino, sem direito a ressarcimento das mensalidades já pagas.
Observação: a quantidade de vagas está sujeita a liberação da Diretoria de Ensino.

Para mais informações, acesse o site do programa: escoladafamilia.fde.sp.gov.br

Convênio FIB & Empresa

O Convênio FIB & Empresa tem por objetivo a viabilização de concessão de descontos nas mensalidades escolares, aos funcionários e seus dependentes, para os Cursos de Graduação, Pós-Graduação e Extensão, bem como outros benefícios para a empresa parceira. Se você atua em alguma empresa e tem interesse nesse convênio, é só entrar em contato no Departamento de Marketing da FIB pelo 14 2109-6207 ou convenios@fibbauru.br.


Para validar o desconto, basta trazer o comprovante de atuação na empresa (Holerite, carteira de trabalho) e apresentar no departamento Financeiro da FIB.

(14) 99822-3829
(14) 2109-6200
R. José Santiago, Quadra 15, Bauru - SP, 17056-120
FIB Bauru © 2017 - Todos os direitos reservados